há dias, a propósito da composição do novo governo, alguém numa rede social classificava de provincianismo o facto de os media se referirem aos laços familiares de alguns (muitos...) dos nomes.
penso exactamente o contrário.
os poderes em portugal (seja na política, na economia, na cultura, nos media...) estão quase totalmente concentrados em castas, familiares e outras.
revelar essas redes, sem que isso comporte qualquer crítica per se, constitui uma das obrigações dos media.

1 comentário :

  1. eu sempre leio a Time Out, a minha mulher trabalha lá ;)

    ResponderEliminar