num mundo razoavelmente amalucado, é muito bom ouvir, ouvir e voltar a ouvir os tindersticks e perceber que está tudo na mesma. a música linda, a voz funda do rapaz, o tom de drama que, afinal, é só isso mesmo, tom.

Seafret - Wildfire [2015]

Pfarmers - Our Puram [2016]



as limpezas de verão distinguem-se de todas as outras precisamente por serem realizadas no verão (*)


(*) com agradecimentos especiais à revista cristina, ou a quem deixou um exemplar na lavandaria.

depois do fogo, as televisões regressam aos locais das tragédias, à procura de histórias que preencham o verão. muitas dessas reportagens pareceram-me francamente acima da média e só pecam por rodarem demasiadas vezes no ecrã - penso ter visto na quarta uma reportagem que já vira na segunda -, num exercício que conduz a uma certa banalização. mas isso já é outra história,
são quase sempre histórias de pessoas, rostos tisnados pelo sol e pela dureza do mundo rural, olhar vazio de esperança. pessoas que perderam tudo, porque, talvez para espanto de muitos, ainda há muito quem viva de quase nada, do que a terra vai dando quando dá.
'conheço' aqueles rostos porque nasci e cresci num mundo assim, entre rostos e vidas dessas.


a evolução da espécie

uma quinta-feira de agosto

Marisa Cardoso/Sábado

A verdade é que o desporto de alta competição é uma máquina de triturar jovens. 

a trend mais divertida deste verão é a malta do twitter a protestar com a rtp. se estão a dar hipismo, deviam dar voleibol, se fazem direto da ginástica, no atletismo é que se estava bem. é deixá-los, estão entretidos. antes nisso que nos pokemons.

Dusty Springfield - Breakfast in Bed [1969]


FOREWORD

I come from a boardwalk town where almost everything is tinged with a bit of fraud. So am I. By twenty, no race-car-driving rebel, I was a guitar player on the streets of Asbury Park and already a member in good standing amongst those who “lie” in service of the truth . . . artists, with a small “a.” But I held four clean aces. I had youth, almost a decade of hard-core bar band experience, a good group of homegrown musicians who were attuned to my performance style and a story to tell.
This book is both a continuation of that story and a search into its origins. I’ve taken as my parameters the events in my life I believe shaped that story and my performance work. One of the questions I’m asked over and over again by fans on the street is “How do you do it?” In the following pages I will try to shed a little light on how and, more important, why. 
Rock ’n’ Roll Survival Kit 
DNA, natural ability, study of craft, development of and devotion to an aesthetic philosophy, naked desire for . . . fame? . . . love? . . . admiration? . . . attention? . . . women? . . . sex? . . . and oh, yeah . . . a buck. Then . . . if you want to take it all the way out to the end of the night, a furious fire in the hole that just . . . don’t . . . quit . . . burning.
These are some of the elements that will come in handy should you come face-to-face with eighty thousand (or eighty) screaming rock ’n’ roll fans who are waiting for you to do your magic trick. Waiting for you to pull something out of your hat, out of thin air, out of this world, something that before the faithful were gathered here today was just a song-fueled rumor.
I am here to provide proof of life to that ever elusive, never completely believable “us.” That is my magic trick. And like all good magic tricks, it begins with a setup. So…

tiny tears: os mafiosos são pessoas de classe, gostam de música boa

Julie London ‎– Nice Girls Don't Stay For Breakfast [1967]

Tindersticks - Were We Once Lovers? [2016]

Julia Holter - Sea Calls Me Home [2016]



parece que é a última moda em londres: livrarias que fazem questão em não ter wi-fi, nem café.
compro a ideia e só tenho pena de que não inclua a rede telefónica. cada vez prezo mais a liberdade de não ter rede. de não ter o google sempre à mão, de não ter mails sempre a pingar, o messenger a fazer ti-lim. o livro em papel bem pode ser um desses paraísos net free. mas um dia essa nesga de civilização há-de chegar a alguns jardins e praias.
- liguei-te e não atendeste.
- estava na praia, ou na livraria (tão bom...)
(já sobre o café serei mais liberal, mas sempre se pode começar por perguntar ao pessoal da ler devagar quantas daquelas pessoas que lá tomam café levam um livro para casa)

Father John Misty - Real Love Baby [2016]

I'm a flower, you're my bee
It's much older than you and me



encontrámo-nos no supermercado. vais de férias, estás de férias, etc e tal.
e depois:
- isto está uma merda. e depois o costa preocupa-me. esta coisa de estar mais perto do tsipras do que do renzi. este radicalismo...
- mas porque dizes isso? - franzi a testa.
- vinha no jornal tal, era a manchete.
desatei-me a rir. ele sorriu, um pouco embaraçado.
- mas quando vais mesmo de férias?

Marissa Nadler - Dissolve [2016]